Transformações bem-sucedidas exigem líderes atentos ao processo de mudança

 em Cultura Organizacional, Dicas para melhorar minha empresa, Empreendedorismo, Habilidades Profissionais, Inovação, Liderança, Profissões do Futuro, Tecnologia

Existem três fatores fundamentais que líderes precisam se concentrar para que uma transformação seja bem-sucedida e para que seus esforços como líderes sejam efetivos:

  • Pessoas – quem são, o que possuem de potencial e como pensam.
  • Processos – como fazem, como conduzem e como compartilham comportamentos.
  • Cultura organizacional – resultados e alinhamento.

É quase que irracional acreditar que tudo que sua cooperativa fez nos últimos 20 anos ainda funcionará para o novo modelo do mercado nos próximos 20 anos. Realizar uma mudança bem-sucedida é um dos maiores problemas que as organizações modernas enfrentam. Em um mundo de rápidas mudanças, o imperativo estratégico de mudar costuma ser claro: sem fazer as coisas de maneira diferente, é improvável que a empresa tenha sucesso ou perdure no mercado.

Não são raras as vezes em que os esforços para mudanças organizacionais falhem com mais frequência do que são bem-sucedidos, apesar dos recursos colocados na criação de processos de gerenciamento de mudanças, afinal, é necessário criar um processo de reengenharia, inovação ou mudança inclusive de competências na organização.

Mudanças efetivas exigem que três fatores sejam muito bem explorados pelas lideranças em cooperativas: Comunicação da mudança, Colaboração para mudança e Confirmação da mudança – o que é conhecido no mercado como os 3 C’s da Liderança de Transformação.

Um Pesquisa realizada pela CCL com mais de 270 líderes de organizações revelou que essas são três habilidades que mais fornecem a conexão necessária entre as pessoas envolvidas na transformação, os processos conectados a transformação e a cultura como parte da transformação. São essas competências que fazem com que as lideranças sejam eficazes nas transformações:

  1.  Líderes que comunicam as pessoas – Os líderes malsucedidos tendem a se concentrar no “o quê” por trás da transformação. Os líderes bem-sucedidos comunicaram o “o quê” e no “por quê” igualmente. O compromisso com a comunicação faz que com os líderes que explicaram o objetivo da transformação e a conectaram com os principais valores da organização ou explicaram os benefícios, criaram uma adesão mais forte e um senso de urgência mais aguçado nas pessoas para que a transformação pudesse ser iniciada.
  2.  Líderes que colaboram com os processos – A coalisão de pessoas para planejar e executar mudanças é fundamental. Líderes de sucesso devem “derrubar as paredes” e trabalhar além das fronteiras, incentivando os colaboradores a abandonar suas zonas de conforto. Além disso, a coalisão é uma das maneiras de criar abertura para envolver as pessoas nas tomadas de decisões desde o início, o que por sua vez, tem o poder de fortalecer os compromissos.
  3. Líderes que reforçam a cultura organizacional – É essencial que líderes bem-sucedidos se certifiquem de que suas próprias crenças e comportamentos são capazes de apoiar a transformação. Eliminar fatores visíveis ou invisíveis e, até mesmo tóxicos, da cultura organizacional é uma ação essencial para engajar a transformação e prevenir a desmotivação. Líderes malsucedidos falham em se adaptar aos desafios, expressam negatividade e impaciência com a falta de resultados.

Conheça o programa ON Leadership Culture e fortaleça os valores e princípios essenciais para que seu time de líderes seja cada vez mais resiliente e ativo no processo de liderança de desafios ou propósitos.

Postagens Recomendadas
Contato

Entre em contato

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar